Monthly Archives: novembro 2015

[Papo Reto] Aí, Aí, Aí, Aí, Se empurrar, o CUNHA CAÍ!

Na sexta feira, 13 de Novembro, a juventude brasileira foi às ruas ecoar uma palavra de ordem: “Fora CUNHA!”. Em de 25 estados, a juventude cantou e fez com muita alegria manifestações nos principais centros políticos do Brasil. É inadmissível que tenhamos um presidente da Câmara de Deputados que comprovadamente está relacionado com escândalo de corrupção.

Desde que entramos neste ano de 2015, o senhor Eduardo Cunha vem apresentando um pacote de retrocessos que nada beneficia a classe trabalhadora (PL da Terceirização – 4330, regulamentação do financiamento empresarial de Campanha Política, projetos golpistas, privatização do SUS, restrição da pílula do dia Seguinte no SUS – PL 5069-2013).

Esse corrupto do Eduardo Cunha (Inimigo Nº 1 da Juventude Brasileira) representa o máximo deste sistema político brasileiro, sistema qual não possibilita a participação popular, não possibilita discutir os rumos da Nação. Não podemos admitir que este sujeito ainda continue sendo presidente da Câmara, que está sem explicações sobre a sua continha de 05 milhões de dólares na Suíça.

A juventude foi às ruas dá uma basta neste processo que vem acontecendo em Brasília. É necessário derrubarmos o senhor Eduardo Cunha, mas necessário ainda é mudarmos este Sistema Político. Por isso, urge a necessidade de convocarmos o povo brasileiro para debater as regras do jogo do Sistema Político. Construirmos um grande processo de discussão sobre uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. Se não alterarmos as regras do jogo (que hoje servem para os donos do poder econômico), não iremos avançar numa proposta de projeto de Brasil: POPULAR!

Por isso, convocamos toda a juventude a ocupar novamente as ruas no dia 23 de Novembro (Segunda Feira) para dar uma basta no Eduardo Cunha e no seu sistema político podre de corrupção. Nós queremos participar cada vez mais da política e temos convicção que não será neste atual sistema político atrelado as grandes empresas do poder econômico. Será com a participação popular que decidiremos os rumos da Nação Brasileira.

Juventude do BRASIL,
É FOGO NO PAVIO!!!!

 

photo_2015-11-04_18-08-55


Se empurrar, Cunha cai

Desde o início do ano com as visitas de Eduardo Cunha nas Assembleias legislativas estaduais com a proposta de apresentar o projeto de reforma politica de seu partido (PMDB), um projeto baseado na manutenção do financiamento empresarial de campanhas eleitorais, uma das bases de sustentação da corrupção no Brasil, a juventude tem acompanhado seus passos para demonstrar suas indignações contra o presidente da Câmara Federal.

Diante das acusações da Operação Lava-Jato ao presidente da câmara, que denuncia o recebimento de propina de  US$ 5 milhões por intermediar o contrato de um navio sonda com a empresa Toyo Setal, e a aprovação na Comissão  de Constituição e Justiça (CCJ) do Projeto de Lei (PL) 5069 de autoria de Eduardo Cunha, que dificulta o acesso ao aborto legal nos casos de estupro, setores da sociedade organizada se mobilizaram em torno da palavra de ordem Fora Cunha, sendo uma das principais ações a dar visibilidade a esse fato, a manifestação das mulheres no Rio de Janeiro no dia 28 de outubro.

A próxima data que dá visibilidade à luta contra o inimigo nº 1 da juventude será o dia 13 de novembro, intitulada como a Jornada de Lutas contra Eduardo Cunha. Essa será uma data nacional aglutinando os diversos setores da sociedade que se opõem aos projetos que ele vem colocando em votação. O Levante Popular da Juventude iniciou o mês de novembro com um escracho na casa do deputado, seguido da colocação de faixas nos locais turísticos dos estados, além de uma chuva de dólares falsos jogados em seu rosto durante uma coletiva de imprensa, problematizando o dinheiro que está na Suíça. Não faltam motivos para o povo brasileiro querer a saída de Cunha do poder, sabendo que ele é mais um entre tantos outros que como ele, poderão atacar os direitos da classe trabalhadora.

Novembro é referenciado como um mês de luta para a população negra e as mulheres, devemos também além do dia 13 construir nas cidades ações que relacionem o Fora Cunha com as datas do 20 e 25 deste mês, e dizer que é contra a redução da maioridade penal, contra intolerância religiosa, contra a retirada de direito, pelo combate a violência contra as mulheres… Fazer com que essa jornada não acabe no dia 13, mas que continue até Eduardo Cunha sair. Porque se empurrar Cunha cai!

 

12065904_1186654784682554_133876412795134199_n


Levante Popular da Juventude “devolve” a Cunha os dólares desviados para Suíça

Na tarde desta quarta-feira (04), jovens que acompanhavam a sessão no Plenário da Câmara dos Deputados em Brasília, lançaram em Eduardo Cunha milhares de “dólares” fictícios estampados com o rosto do deputado. O ato objetivou escancarar as acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro contra o deputado peemedebista.

photo_2015-11-04_18-08-55

 

Na ação o Secretário-Geral da UNE e militante do Levante Popular da Juventude Thiago Ferreira e a militante do Levante, Carla Bueno foram detidos pela polícia legislativa, escutados e liberados logo depois.

photo_2015-11-04_18-26-05

 

Cunha é acusado de receber US$ 5 milhões, para facilitar o contrato de aluguel de navios-sonda entre a Petrobrás a empresa Sansung Heavy Industries. As denúncias fazem parte da operação Lava Jato e tiveram novas provas para endossar as acusações com o envio de documentos pelo Ministério Público da Suíça, onde guardava o dinheiro em contas secretas.

O mesmo movimento construiu em vários estados do Brasil uma série de ações nos últimos dias pedindo a saída de Eduardo Cunha do cargo que ocupa. Na manhã desta quarta-feira (04), doze capitais brasileiras amanheceram com faixas penduradas em pontes, viadutos, universidades e avenidas com o dizer “Fora Cunha”. Os estados do Ceará, Paraíba, Sergipe, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso, Amapá, Bahia, Rio Grande do Norte e o Distrito Federal se mobilizaram para a ação.

12208927_903566679679889_873569477_o

Na segunda-feira, dia 2, aproximadamente 400 jovens protestaram durante o feriado na porta da Residência Oficial da Câmara, onde Cunha mora.

Nos últimos meses mulheres, trabalhadores, crianças e adolescentes tiveram seus diretos afrontados por pelo menos quatro Projetos de Lei e Propostas de Emendas Constitucionais levados à votação no Congresso pela mesma aliança conservadora que ajudou a eleger o deputado peemedebista. 

Organizações e movimentos sociais estão mobilizando a população dos estados brasileiros para tomarem às ruas no dia 13 deste mês contra os retrocessos anunciados nos últimos meses. As pautas reivindicadas estarão centradas na defesa da democracia, contra o golpismo, defesa dos direitos dos trabalhadores, contra os ajustes neoliberais na política econômica, em defesa das reformas estruturais e da Petrobras e no pedido de “Fora Cunha”.


JOVENS OCUPAM O CONGRESSO NACIONAL E DEVOLVEM A CUNHA OS DÓLARES DESVIADOS PARA SUÍÇA

Na tarde desta quarta-feira (04), cinco jovens que acompanhavam a sessão diária no Plenário da Câmara dos Deputados em Brasília, fizeram uma intervenção e jogaram em Eduardo Cunha milhares de “dólares” fictícios estampados com o rosto do deputado. A ação objetivou escancarar as acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Cunha é acusado de receber US$ 5 milhões, segundo o Ministério Público Federal para facilitar o contrato de aluguel de navios-sonda entre a Petrobrás a empresa Sansung Heavy Industries. As denúncias fazem parte da operação Lava Jato e tiveram novas provas para endossar as acusações com o envio de documentos dos Bancos da Suíça nos quais Cunha supostamente escondia o dinheiro.
Jovens de vários estados brasileiro tem impulsionado uma série de ações nos últimos dias pedindo a saída de Eduardo Cunha do cargo que ocupa. Nesta manhã, 12 capitais brasileiras amanheceram com faixas penduradas em pontes, viadutos, universidades e avenidas com o dizer “Fora Cunha”. Na segunda-feira, dia 2, aproximadamente 400 jovens fizeram um escracho na frente da residência

 

photo_2015-11-04_18-08-55


Todo apoio à greve das petroleiras e dos petroleiros

As/os trabalhadoras/es da Petrobrás deflagraram greve ontem, 01 de novembro de 2015. Neste momento tão importante da conjuntura, o movimento tem como pauta de reinvidicação a luta contra a privatização da Petrobrás, a defesa da soberania nacional e dos direitos dos trabalhadores da categoria.

A Petrobrás, símbolo e patrimônio nacional, é fruto das lutas populares pela soberania brasileira e a principal produtora de riquezas do nosso país há 60 anos. Vinte anos depois da histórica greve de 1995, estamos diante de uma nova ofensiva dos setores conservadores, que cria uma forte instabilidade política em torno dos rumos da empresa. Mais uma vez a categoria paralisa de forma ousada e heróica contra a privatização.

A juventude brasileira não aceitará o desmonte da Petrobrás! Não aceitaremos o plano de desinvestimentos proposto para a empresa, que inclui a privatização de subsidiárias, e não aceitaremos a modificação do regime de partilha para vender nossas riquezas bilionárias do pré-sal! Queremos os royalties do pré-sal para a saúde e a educação.

É necessário todo o apoio da sociedade brasileira à luta dos petroleiros, porque esta é uma greve em defesa do Brasil! O Levante Popular da Juventude manifesta publicamente seu apoio à greve dos petroleiros. Seguimos unidos em defesa de mais direitos, contra os retrocessos conservadores, e em defesa da soberania do nosso país.

São Paulo, 02 de novembro de 2015

Levante Popular da Juventude

 

12196181_1032298606835693_1016367248866764910_n


Páginas:123