Somos contra a criminalização da esquerda!

Lutar não é crime! Contra a criminalização da esquerda!

Lutar não é crime! Contra a criminalização da esquerda!

Participar de movimentos sociais, partidos e organizações de esquerda, e lutar pela transformação da realidade não é crime.

Na tarde de hoje (18) o Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu o habeas corpus ao militante do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e preso político José Valdir Misnerovicz.
Geógrafo e reconhecido defensor da reforma agrária popular, Valdir estava preso desde o dia 31 de maio, no núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia/GO. O militante foi preso sob acusação de pertencimento à organização criminosa.

Nesse momento, milhares de jovens estão se mobilizando em todo o Brasil. Ocupando mais de 600 escolas, universidades, realizando marchas e debates contra a PEC 241 e MP 746. Trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade se organizam e lutam para não perder direitos com as medidas do governo Golpista de Michel Temer. Ao mesmo tempo, vemos o poder judiciário agindo de forma parcial e seletiva, perseguindo a esquerda brasileira.

Apesar da liberdade de José Valdir representar uma vitória, mais 3 militantes do MST do estado de Goiás permanecem presos.

Seguiremos organizando a juventude, continuaremos em luta!
Todo apoio aos companheiros e às organizações criminalizadas, a luta continua! E lutar não é crime.

Liberdade aos presos políticos!


Deixe seu comentario