Carta pública sobre a Venezuela

Nós, que firmamos essa declaração – representantes de movimentos populares, organizações politicas, intelectuais e artistas -nos dirigimos a vossas excelências para alertá-los, que consideramos as posições do atual governo dos Estados Unidos, um desrespeito à autonomia dos povos, às normas das Nações Unidas e do direito internacional. Portanto:

1. Exigimos pleno respeito ao direito internacional e apoiamos incondicionalmente o direito da Venezuela à autodeterminação e à soberania;

2. Rejeitamos qualquer forma de interferência nos assuntos internos da Venezuela, especialmente desde os Estados Unidos. O direito internacional deve ser respeitado. Em particular o uso de sanções para obrigar um governo a agir de certo modo viola os Artigos 19 e 20 da Carta da OEA;

3. Consideramos absurdas as tentativas de penalizar diretamente as pessoas que estão em mandatos legais da Venezuela, em especial o presidente Nicolas Maduro;

4. Condenamos qualquer tentativa ilegal, violenta e inconstitucional de derrubar o governo democraticamente eleito de Nicolas Maduro;

5. Apoiamos todas as tentativas de mediação entre governo e oposição na Venezuela para encontrar a paz a través do diálogo como as tentativas da Unasul, o Vaticano, os ex-presidentes Zapatero, Fernández e Torrijos, o grupo de cinco países amigos (Uruguai, República Dominicana, Nicarágua, El Salvador, São Vicente e Granadinas) e o CARICOM;

6. Reafirmamos que qualquer diferença o desacordo que possa existir entre a Venezuela e os Estados Unidos deve ser resolvido com dialogo construtivo e diplomacia;

7. Esperamos que o povo dos Estados Unidos nos ajude a conter a prepotência de seu governo, temporário. E que zele pelos princípios de solidariedade, autonomia e de equidade dos direitos internacionais, entre todos os povos.

Atenciosamente.
Para assinar a Carta, basta enviar Nomes Completos, Organização/profissão e País dos assinantes até o dia 20 de Agosto de 2017 para o email: alba.movimentos.brasil@gmail.com


2 comentários

  • Responder Cado Brasil |

    Na verdade,a arte deles,é só um pretexto para aparecerem na televisão e nunca se dedicam o suficiente nos estudos para se tornarem grandes artistas.Fazem aquilo que qualquer idiota também faz.Cantar é fácil,atuar é fácil e quanto aos instrumentistas,aprendem o básico e passam o resto da vida alugando o ouvido dos outros,dizendo que querem aparecer na televisão.Estudar,eles se recusam e nunca produzem uma obra significativa.É muita vaidade e pouco amor a arte!Tudo que fazem,é só para aparecerem na televisão.Não fazem a menor falta e ainda cometeram um crime cruel contra um inocente,violaram os direitos humanos e pra piorar,promoveram um ataque violento contra um patrimônio cultural do país! Nunca liguei pra aparecer na televisão,meu compromisso é com música.Já rebati todas as acusações mentirosas que me fizeram e já deixei todas as provas necessárias pra me defender das difamações e campanhas de menosprezo a mim como cidadão,como homem e como músico.Não existe nenhum motivo para não fazer isso novamente,mas se estudo e trabalho,é por amor a música e porque acredito nisso,como o único caminho para conseguir estar entre os grandes.Não me acho o melhor do mundo,mas com respeito aos outros músico,respeito próprio e humildade,já foram produzidas gravações suficientes para deixar o resultado dos meus estudos e do meu trabalho,para avaliação e julgamento livre das pessoas.É só ouvir e avaliar.Não precisa gostar e muito menos preferir.

    Já tive muitas decepções na vida,por esse motivo,o que existe de mais certo em mim,é que desse mundo,só tenho dois amores.

    Cado Brasil

  • Responder Cado Brasil |

    Se eles ameaçam vocês de mandarem para o exílio,podem ficar tranquilas.É só olhar o salário mínimo de qualquer um daqueles países.Vão ganhar,pelo menos,três vezes mais do que um professor(curso superior)do ensino médio no Brasil.Se forem comigo,fiquem mais tranquilas ainda.Eu não sou como a maioria daqueles que foram exilados no tempo da ditadura.O Fernando Gabeira,foi pra trabalhar fazendo faxina.Eu iria pra trabalhar como músico.Eles podem me jogar fora,mas vão estar jogando algo precioso no lixo.Outros vão pegar.Sou uma pessoa que não dou nenhuma despesa para o governo,não preciso de nenhuma forma de ajuda e ainda levo comigo,somente benefícios para o país e para sociedade.Existe um livro,que se chama Euro Jazz Book.Esta livro,é um livro de contatos relacionados a jazz,como:Clubes de Jazz,gravadoras,festivais e etc…Por e-mail mesmo,a gente manda pra 200 Clubes de Jazz da Europa o endereço do meu site,roda a Europa fazendo shows e ainda sobram outros 2000 Clubes,que não foram mandados e-mails.Na verdade,nem precisaria disso.Arruma lugar pra tocar na cidade e em cidades a volta de onde mora mesmo!O Irineu vai estar jogando fora uma Lanborghini modelo único,para ficar com três patinets!!!Eles vazem essa guerra toda contra os artistas e o patrimônio cultural do país,mas a batucada do Levante Popular da Juventude,seria um sucesso,tocando na praça da região central da cidade velha em Zurique e em muitos outros lugares!Sucesso garantido!

    (Favor visitar o site http://www.zurich.com.br)

    Vi ma angustia da Virgínia e a vontade da patrícia sendo desrespeitada no youtube.Não liguem pra eles.Eles são só uns infelizes.Uns pobres demônios.O que nós todos podemos fazer hoje,é dar risada de todos eles.Eles não se cansam de se humilhar!Os meus primos passam 24 horas do dia,todos os dias se humilhando pra mim.Os irmãos Marinho,o Silvio Santos,o Edir Macedo e os outros donos de televisão,passam 24 horas do dia,todos os dias se humilhando pros meus primos.Os donos de televisão,colocaram todo o elenco de veados e sapatões,pra se humilharem pro povo brasileiro,que já sabe de todas as contrapartidas que eles precisam dar e estão sempre nos programas de televisão,novelas e tele jornais.O bom pra hoje,é rir muito da cara deles todos que não se cansam de se humilharem!eles se divertem enquanto se humilham e ainda,dão esse vexame todo perante o mundo.Governantes travando uma luta violenta contra seu próprio povo!

Deixe seu comentario