Nota de Apoio à Ocupação Flores do Campo de Londrina

A luta pela moradia no Brasil é tão somente a busca pela reparação de uma injustiça histórica que exclui e empurra a população pobre, em sua maioria negra, para as periferias das grandes cidades.

Lutar pela moradia e entender que morar é um direito, portanto ocupar é um dever e uma necessidade, é lutar pela dignidade de milhões de pessoas.

O Levante Popular da Juventude vem a público demonstrar seu incondicional e irrestrito apoio à Ocupação Flores do Campo que está ameaçada de despejo. São crianças, jovens, mulheres e homens, idosos e idosas, nosso povo que não baixa a cabeça e mantém a resistência em um território onde falta tudo.

Falta asfalto, escola e unidade de saúde na comunidade, falta a presença do poder público que tem como dever constitucional garantir os serviços públicos para toda a população da cidade independentemente do local onde esteja. Como é comum na realidade das favelas e ocupações urbanas brasileiras, o único braço do poder público de chega à Flores do Campo é o braço armado, fascista e repressor da polícia, que não se enganem, não está lá para proteger, mas para intimidar, fazer terrorismo psicológico, despejar centenas de pessoas.

Todo apoio à Ocupação Flores do Campo, todo apoio à Luta do Povo.
“Não tive tempo para ter medo” (Carlos Marighella)


Deixe seu comentario