Posts tagged with: constituinte excluisiva

Que fazer com o conservadorismo?

Por Lucas Inocêncio, militante do Levante Ceará e Diretor de Movimentos Sociais da UNE

No dia 9 de julho, aconteceu uma manifestação estudantil em frente ao Campus Itaperi da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Atividade construída pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) que estava reivindicando aos governos estadual e federal os fins dos cortes na área da educação. A manifestação se constituía pacificamente até um proprietário de um veiculo avançar no bloqueio da pista e atropelar três estudantes, sendo dois levados com urgência aos hospitais mais próximos.

É dever nosso realizar um diagnóstico sobre esse fato. O conservadorismo que estamos presenciando desde ano passado, vem trazendo o discurso de ódio contra qualquer manifestação democrática e progressista. Nesse caso, nada mais é que um exemplo concreto “de peitar” e enfrentar as manifestações democráticas. De colocar em prática o discurso de ódio, de intolerância e de desrespeito ao conjunto dos movimentos sociais.

Diante disso, nos cabe nos amedrontar, recuar e se esconder? Não! Devemos sim nos organizar contra esse discurso de ódio, de intolerância de desrespeito. Nos cabe, a tarefa de organizar cada vez mais jovens estudantes e trabalhadores pré-dispostos que almejam mudanças reais.

Observamos que o senhor Eduardo Cunha, presidente da Câmara de Deputados do Congresso Nacional vem representando bem esse discurso de ódio, principalmente colocando em prática como presidente da Casa, votações que carregam profundamente esse retrocesso nas pautas da terceirização, contrarreforma política e redução da maioridade penal.

Para barrar todas as tentativas desse conservadorismo, devemos evidenciar os anseios desse projeto reacionário. Nesse sentido, se faz urgente e necessário colocar em debate as principais questões da agenda política. Através da participação direta do povo brasileiro que poderemos dar passos importantes para a consolidação da nossa democracia, com uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político poderemos realizar esse feito da participação direta em nossas decisões.


O transporte público não é público

Por Levante de Manaus

Estamos vivenciando em várias cidades brasileiras os recorrentes reajustes nas tarifas do transporte que deveria ser público, mas na verdade não é. O transporte  coletivo é privado e tratado como uma mercadoria e, como mercadoria, não é dada mas vendida e tem que necessariamente gerar lucros para o dono da empresa.

Pensemos agora sobre a crise hídrica que o estado de São Paulo vem enfrentando. A empresa que cuida do abastecimento no Estado é também uma empresa privada. Há algum tempo a mesma foi avisada sobre a fragilidade do sistema Cantareira, pois bem, ela preferiu repassar 60% de seu lucro para os seus acionistas, do que investir para que o Estado não passasse pelo que está passando agora: o desabastecimento, o racionamento, e o sofrimento do povo com toda essa situação. Isso nos mostra que as empresas privadas não pensam no bem da população, pensam no lucro.

received_697285423725574

Analisemos as empresas do transporte privado de nossas cidades. Você acha que elas lutariam tanto para ganhar as licitações se não fossem lucrar com isso? Então, os reajuste se dão pelo simples fator de que o lucro tem que ser gerado para as empresas, não importa as condições, o tempo que você espera, se o busão vem lotado ou não. O transporte nas cidades deveriam ser tratados como a saúde pública, segurança, educação, deveria ser tratado como um bem público já pago por nós todos os dias.

Enquanto a política e a vida do povo estiverem subordinadas ao lucro das grandes empresas que financiam as campanhas políticas em épocas de eleição para ganhar as licitações e continuarem engordando seus bolsos, sofreremos constantemente com os interesses privados. Uma Constirtuinte Exclusiva do sistema político é passo fundamental para termos acesso democrático tanto às formas como administrar os bens públicos como a água, quanto transformar o transporte em realmente público.