Quem Somos

Somos o Levante Popular da Juventude! Uma organização de jovens militantes voltada para a luta de massas em busca da transformação estrutural da sociedade brasileira. Somos a juventude do Projeto Popular, e nos propomos a ser o fermento na massa de jovens do país

  • Somos um movimento de juventude que não baixa a cabeça para as injustiças e desigualdades e que se nacionalizou a partir da luta, com os escrachos aos torturadores em diversos estados do país;
  • Somos a juventude negra da periferia dos centros urbanos que está sendo assassinada pela PM e que luta pela desmilitarização da polícia;
  • Somos a juventude camponesa que luta por educação, pelo direito de permanecer no campo e construir um futuro digno;
  • Somos jovens que estiveram presentes de forma ativa nas diversas manifestações a partir de junho de 2013;
  • Somos parte da luta pelo passe-livre; Somos universitários e secundaristas, em campanha para construirmos um Projeto Popular para a Educação;
  • Somos a juventude em luta por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político! Pois desde as manifestações de junho de 2013, percebemos o abismo existente entre as demandas da juventude brasileira e o atual sistema político herdado da Ditadura e dominado pelos interesses do capital.
  • Somos a juventude que não se resigna ao ver os desmandos e abusos de poder dentro das instituições públicas. Devolvemos a merda que a Rede Globo nos faz assistir todos os dias, em 2013 também para denunciar o monopólio da mídia no Brasil. No ano de 2015 jogamos dólares falsos no maior corrupto da atualidade, Eduardo Cunha, e mostramos o brilho da liberdade de expressão jogando glitter em Jair Bolsonaro contra a ameaça constante de conservadorismo que este cidadão representa na vida da juventude, dos negors, das mulheres e da comunidade LGBT;

Quando falamos sobre entendermos quem somos estamos falando da história da construção do nosso movimento, do que somos e de com quem nos relacionamos hoje, mas também de nos colocarmos como herdeiros de uma série de experiências da esquerda que nos inspira e nos vincula a uma forma de olhar para a realidade e agir sobre ela. Trata-se, portanto, de conhecermos a nossa história propriamente dita, a história e as características do nosso campo politico e o leito histórico ao qual nos filiamos.