Levante Popular da Juventude Sergipe vai às ruas por uma nova Constituinte

Levante Popular da Juventude Sergipe vai às ruas por uma nova Constituinte

Cerca de 300 pessoas foram as ruas de Aracaju hoje para dialogar com a sociedade e colocar o debate da necessidade de uma nova constituinte para a população. A ação aconteceu no centro da cidade, com inicio na Praça General Valadão, e percorreu todo o calçadão da João Pessoa em direção à Fausto Cardoso. Participaram do ato diversas movimentos sociais e o Levante estava lá para afirmar as pautas da juventude e somar com os outros momentos, porque se compreende que a luta é uma só: uma reforma politica que coloque o poder verdadeiramente nas mãos do povo 

Além de reivindicar uma nova Constituinte Exclusiva e Soberana que represente o povo brasileiro, o ato foi um momento para denunciar o financiamento privado de campanhas politicas, que gera um clico de corrupção e matem no poder um pequeno grupo que não representa os interesses da população. Após eleitos, esses políticos não cumprem o seu papel enquanto representantes do povo, mas sim enquanto defensores de empresas que visam apenas o lucro.


Por isso, ao final do ato o Levante Popular foi  à porta do Banco Itaú, responsável pelo financiamento de campanha de diversos políticos. Fomos denunciar também a posição do Banco Itaú em relação à ditadura militar brasileira, momento de nossa história que oprimiu, torturou e matou homens e mulheres por todo o país. O Itaú avaliou recentemente o golpe militar de 64 como uma revolução, mas sabe-se muito bem que o que aconteceu passou muito longe disso.

O que temos atualmente é uma constituinte que sustenta no poder uma minoria que não defende os interesses do povo. Hoje (07), nacionalmente os movimentos sociais foram às ruas para denunciar essa realidade, apenas uma reforma profunda pode mudar o sistema politico que temos e por isso é preciso ir às ruas, é preciso mostrar que o povo quer ter voz e essa é a proposta do Plebiscito. Setembro está vindo aí, entre os dias 1 e 7 terão urnas espalhadas para todo o Brasil para que você também dê seu sim. Até lá procure o comitê da sua região, junte-se a essa luta também.