MPA Piauí ocupa prédio abandonado em Picos para transformar em referência de alimentação saudável

MPA Piauí ocupa prédio abandonado em Picos para transformar em referência de alimentação saudável

Camponeses e camponesas organizados no MPA em Piauí ocuparam um prédio abandonado no centro de Picos, região centro-sul do estado, ontem, 25 de janeiro. O Levante Popular da Juventude, o Comitê de Solidariedade do Vale d Guaribas, a Federação das Associações e Conselhos Comunitários (FAMCC) e o Movimento Nacional de Luta por Moradia (MNLM) também participaram da ação.

O objetivo é transformar o espaço em referência de alimentação saudável com preço justo e acessível para os trabalhadores e trabalhadoras. Devido ao abandono o espaço se transformou em um reduto para usuários de drogas ilícitas e pessoas em situação de rua. Na ocupação, que ocorreu no horário da manhã, os primeiros atos foram de limpeza e organização do espaço e contou somente com a presença de sete militantes.

No prédio funcionava o Espaço da Cidadania e estava abandonado a mais de dois anos e pertence ao governo estadual. Era um local para fazer documentos e para informações. “Há dois anos enviamos para o governador uma solicitação para que cedesse as organizações de Picos um espaço, um dos prédios públicos que está ocioso, abandonado. Nunca fomos atendidos, reenviamos novamente esse ano, e fomos atrás dos prédios públicos, e dos vários que tem, mapeamos um na avenida do centro de Picos, local de onde sempre sonhamos”, explica Josineide Costa, liderança do MPA no estado.

À tarde a polícia militar chegou a ameaçar despejo. “Mexemos com um formigueiro grande, o maior empresário de Picos e um dos maiores do Estado está querendo o prédio para organizar uma de suas ações, o mesmo hoje a tarde mobilizou todas as polícias do município para nós retirar, sem a ordem do estado nem nada que fosse ordem de despejo”, denuncia Josineide. Os comércios aos arredores do espaço chegaram a fechar quando viram tanta polícia. “Entramos em contato com a vice governadora que no tempo de 2hs acionou a secretária de segurança pública para que os policiais se retirasse do local”, comentou Josineide que lembrou também da importância do presidente do PT e vereador no município, Wellington Dantas: “Ele fez todo processo de negociação para a retirada dos policiais junto com o governo do estado e nós”, finalizou.

“Ficamos muito surpresos e constrangidos com a chegada de efetivo da Polícia Militar, ROCAM e Força Tática que desproporcionalmente vieram para retirar 7 pessoas que se encontravam limpando o prédio”, conta Maria Kazé, também dirigente do MPA no Piauí. Mas a esperança projetada sobre a ocupação é maior. No espaço será organizado o Raízes do Brasil, espaço para comercialização da produção camponesa, debates políticos em torno do tema da produção e consumo de alimentos sadios entre outras possibilidades. “Pedimos que todos e todas venham visitar o Raízes do Brasil em Picos para juntos transformar um prédio abandonado em um espaço de vida, arte, cultura, solidariedade, ousadia e muito trabalho coletivo” convida Kazé.

Via MPA