Todo apoio a Deyvid Bacelar, presidente da Federação Única dos Petroleiros e Petroleiras, à toda a categoria e ao movimento sindical brasileiro!

Todo apoio a Deyvid Bacelar, presidente da Federação Única dos Petroleiros e Petroleiras, à toda a categoria e ao movimento sindical brasileiro!

Vim de longe, vou mais longe
Quem tem fé vai me esperar
Escrevendo numa conta
Pra junto a gente cobrar
(Aroeira, Geraldo Vandré)

.

Criada em 1953, fruto da campanha “O Petróleo é nosso”, que se desenvolveu através de amplas mobilizações populares e teve expressiva participação da juventude. A Petrobrás se tornou uma das principais empresas relacionadas ao petróleo mundial e, para os brasileiros, é sinônimo de emprego, desenvolvimento tecnológico e da indústria nacional; e do fortalecimento da economia. A Petrobrás é um patrimônio do povo brasileiro, conquistada por muita luta e uma aliança histórica entre trabalhadores e juventude, desde a campanha o Petróleo é nosso, nas greves históricas na década de 90, e em todas as lutas necessárias em defesa da Democracia, Soberania e Direitos.

E hoje o Brasil é marcado pelo aprofundamento das crises sanitária, econômica e política, que se agravaram ainda mais em consequência da condução do governo de Jair Bolsonaro frente à pandemia do coronavírus. Neste contexto, Bolsonaro vem implementando seu projeto de ampla retirada de direitos e constantes ataques à democracia e à soberania. Entre outras ações, o governo tem priorizado um projeto de destruição nacional, colocando a Petrobrás como alvo de ataques constantes

Além do aprofundamento do desmonte da Petrobrás, sob a presidência de Roberto Castello Branco, a atual gestão vem perseguindo e tolhendo o direito de organização sindical através de aparatos jurídicos e repressivos para frustrar a movimentação dos trabalhadores por seus direitos. Em mais uma dessas ações, no dia 1º de abril, via Gerência Geral da Refinaria Landulpho Alves (Rlam), aplicou punição disciplinar ao coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros, Deyvid Bacelar, lhe impondo suspensão arbitrária de 29 dias, mesmo estando ele em exercício legal de seu mandato sindical.

Nós, do Levante Popular da Juventude, nos solidarizamos ao coordenador geral da FUP, Deyvid Bacelar, e a toda a categoria petroleira, que está lutando em defesa dos direitos do povo brasileiro. Nos colocamos à disposição em todo o Brasil para as ações necessárias, para mais essa luta em defesa de nossa soberania e da Petrobras e contra qualquer tipo de  prática antissindical que a atual gestão tente realizar de forma injusta contra os dirigentes e contra os trabalhadores próprios e terceirizados. A juventude do Brasil é fogo no pavio!

06 de abril de 2021

Levante Popular da Juventude