ESTUDANTES REALIZAM ATO CONTRA OS CORTES DA EDUCAÇÃO NO CEARÁ

ESTUDANTES REALIZAM ATO CONTRA OS CORTES DA EDUCAÇÃO NO CEARÁ
Na última quinta-feira (9), estudantes da UECE – Universidade Estadual do Ceará  realizaram um ato contra os cortes na Educação Brasileira. Na atividade, mais de 150 estudantes fecharam uma das vias da Av. Silas Munguba, em frente a sede da UECE Itaperi, com a ajuda de pneus, faixas e cartazes.
Os estudantes reivindicavam o cancelamento dos cortes na Fundação CAPES – que afetam diretamente as bolsas do PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) – além da garantia das verbas para o custeio das bolsas de assistência estudantil na universidade estadual.
Para Kelly Viana, estudante de Psicologia da UECE e militante do Levante Popular da Juventude, é evidente o retrocesso nos direitos da juventude: “Nos últimos meses estamos tendo vários retrocessos que afetam diretamente a juventude desde a PL 4330, MP 664 e 665, Redução da Maioridade Penal e os cortes na Educação, cortes esses que afetam diretamente a permanência do estudante na universidade.”
Durante o protesto, os estudantes foram surpreendidos com o avanço de um carro em cima das pessoas que estavam na avenida, que arrastou e feriu 4 estudantes, sendo 2 estudantes levados a hospitais de região com ferimentos graves. O motorista fugiu sem prestar socorro.
Atropelamento na UECE
A União Nacional dos Estudantes esteve presente no ato, e repudiou o ocorrido com os estudantes: “A UNE repudia qualquer ato de truculência contra as manifestações estudantis. Continuaremos firmes e fortes na luta contra os cortes da Educação, pela permanência do PIBID e pela garantia dos recursos do Pré-sal para a Educação. Não recuaremos pelos fatos que aconteceram hoje.”, afirmou Lucas Inocêncio, diretor de Movimentos Sociais da UNE.
A perspectiva para os próximos meses é de que se intensifique a mobilização estudantil frente aos diversos cortes na área da Educação e retrocessos nos direitos da juventude. Na UECE, a atividade foi organizada em conjunto pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE UECE), os Centros Acadêmicos da universidade e as coordenadorias dos PIBID’s. “A perspectiva é de continuar na construção de uma agenda em defesa das pautas estudantis”, reafirma Lara Xerez, secretaria de Finanças do DCE-UECE.
Nenhum centavo a menos.
Pátria Educadora não corta verba da Educação.

Vídeo: https://www.facebook.com/levantepopulardajuventude/videos/vb.162474053818157/974372765961611/?type=2&theater

Levante em solidariedade