Luta e arte: Levante Popular da Juventude lança livro “Levantes da Resistência”

Luta e arte: Levante Popular da Juventude lança livro “Levantes da Resistência”
O projeto gráfico do livro foi feito pela editora em conjunto com os militantes do movimento (Foto: Nara Lacerda)

Manifestação artística em torno do direito ao protesto e da expressão das nossas vivências, realidades e lutas cotidianas, o livro ‘Levantes da Resistência’ é uma coletânea construída pelo Levante Popular da Juventude em parceria com a  Article 19 e a editora Expressão Popular. Através da arte, o livro traz em suas páginas o compromisso do movimento com a disputa cultural e a Batalha das Ideias, além de ser um manifesto contra aqueles que acham que podem silenciar a juventude.

Para se tornar realidade, o processo de produção do livro contou com a curadoria de militantes do Levante para selecionar os mais de 200 materiais que foram recebidos durante os 5 dias em que o edital de submissão foi aberto para  o envio de conteúdos. Caroline Anice, Diego Ruas, Emilly Firmino,  Gabriel Remus, Guilherme Gandolfi, La Cruz, Leonardo Niero, Luiz Bugarelli, Matheus Alves, Nátaly Santiago e Tay Vasconcelos tiveram a tarefa de cuidar das artes recebidas e garantir que a diversidade e a resistência da juventude se expressassem nele. 

Lorena Carneiro (esq.), Nátaly Santiago, Raíssa Almeida, Guilherme Gandolfi, Emilly Firmino e Luiz Bugarelli – Foto: Nara Lacerda/Brasil de Fato

Assim, o livro reúne poemas, poesias, ilustrações e fotografias da juventude da periferia, do campo, das escolar e da universidade, dando voz a mais de 70 artistas através das múltiplas linguagens. Dos materiais publicados, 55% tem autoria de mulheres, 60% de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais, 50% de pretos, pardos e indígenas e 41% da juventude que mora fora de capitais. “Esse livro além de representar uma importante vitória para juventude, também representa mais uma “arma” para a batalha das ideias. Nele, contamos as lutas da nossa geração, por meio de poemas, ilustrações e fotografias dessa militância jovem e artista”, afirma Jessy Dayane, da coordenação nacional do Levante.

Além de reunir toda essa diversidade de manifestações artísticas, o livro também conta a história do Levante Popular da Juventude, que cresceu junto às lutas em torno da construção de um país melhor desde sua fundação em 2006, no Rio Grande do Sul, e de sua nacionalização, em 2012. É possível identificar a presença do Levante no livro tanto através de registros de momentos internos do movimento quanto da presença deste em registro de atos de rua na luta contra Eduardo Cunha, contra o impeachment, pelo direito das mulheres, entre tanta outras.

O livro também conta com a presença de convidadas e convidados que fortaleceram o projeto por acreditarem nessa caminhada verdadeira. Artistas que constroem com sua arte um processo de formação da juventude para caminhos da luta, Mel Duarte, Sérgio Vaz, Shiko, Rafael Vilela, Leonardo Milano, Doralyce e Bia Ferreira também enviaram artes que foram publicadas no livro. Outra contribuição importante é o prefácio redigido por João Pedro Stédile, dirigente nacional do MST.

Por fim, o livro “Levantes da Resistência” tem por objetivo ser uma produção que se torne ferramenta para aqueles que lutam. Um livro para Protestar. Um manifesto de defesa desse básico direito, que a juventude siga livre para estar nas ruas garantindo e lutando por seus seus direitos. Ele é a junção de dezenas de vozes que chegaram à coletânea através de múltiplas expressões para contar parte da história da juventude brasileira. Uma história que se insere em uma longa caminhada de nosso povo.