Não é sobre sua opinião, é sobre a vida das meninas!

Não é sobre sua opinião, é sobre a vida das meninas!

Desde 1990, temos no Brasil o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que dispõe sobre a proteção integral necessária ao bem estar e a dignidade dessa população considerada vulnerável. Apesar disso, casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes ainda são muito comuns, a cada 30 minutos o disk 100 recebe uma denuncia de violência sexual contra crianças. Além disso, o país é o 4º no ranking de países que mais registra casamento infantil. Nos últimos dias, mais um número destas estatísticas foi exposto quando uma criança de 10 anos teve que interromper a gravidez após ter sido abusada por seu tio, a gestação que foi consequência de, pelo menos, 4 anos contínuos de violência sexual cometida por ele. Além da violência sexual sofrida, a criança e sua família tiverem que lidar com a violência de grupos fundamentalistas se organizaram com a intenção de impedir que isso acontecesse. A representante do grupo 200, Sara Giromini, também conhecida como Sara Winter divulgou os dados, promoveu mobilizações contra a criança e sua família. Também está sendo investigado na justiça provas de que a Ministra Damares e sua equipe tentaram assediar a família da garota a manter a gestação. Em contrapartida, mulheres organizadas e movimentos feministas se mobilizaram para enfrentá-los e foram fundamentais para a garantir que esse direito básico fosse concretizado, promovendo a conscientização sobre a real situação. Confira no vídeo! Por um mundo onde não sejamos violentadas, mortas ou punidas! #EmCasaSimCaladasNunca #GravidezAos10Mata Resistir e lutar, por um Projeto Feminista e Popular

Não é sobre sua opinião, é sobre a vida das meninas!