Justiça para El Mago

Justiça para El Mago

Hoje (09/09), as quebradas brasileiras amanheceram com a notícia de mais uma morte de um jovem preto e das favelas, mais uma referência da cena musical do nosso Brasil, da nossa cena do funk. Novamente nos deparamos com um dos nossos estirado no chão.

DJ Jeffinho da China, o El Mago, aos seus 21 anos de vida, é mais um jovem morto pela covardia e violência do estado, morto em uma ação policial, em São Gonçalo (RJ).

Atualmente, ele vinha se tornando cada vez mais referência no funk, com hits e sets que são sossegos para a dura realidade que vivemos, sendo mais um na resistência em meio a criminalização do funk e da cultura das periferias brasileiras.

A morte do nosso El Mago demonstra mais uma vez a realidade racista e a criminalização da produção cultural das favelas, porque o funk extrapola as barreiras socioeconômicas e faz a juventude preta do gueto a sair da miséria e alcançar uma vida melhor.

O funk salva vidas! E prova, mais uma vez, que ser funkeiro e funkeira é ser parte da nossa cultura brasileira!