No Grito dos Excluídos em Aracaju, a juventude do Projeto Popular vai as ruas

No Grito dos Excluídos em Aracaju, a juventude do Projeto Popular vai as ruas

Por João Mulungu,Aracaju (SE)

O bloco da juventude do projeto popular com muita animação, alegria, energia, músicas e consciência da necessidade da luta para mudar os rumos do país mostrou a sua cara durante o Grito dos Excluídos

No dia da comemoração do Dia da Pátria, 07 de setembro, o Levante Popular da Juventude juntamente com outras organizações populares, sindicais e estudantis foram para as ruas mostrar que não basta uma independência politicamente formal. A verdadeira independência passa pela soberania da nação. O bloco da juventude do projeto popular com muita animação, alegria, energia, batucada, músicas e consciência da necessidade da luta para mudar os rumos do país mostrou a sua cara durante o Grito dos Excluídos.

Confiram na integra o texto que foi panfletado durante o grito:


LEVANTE POPULAR DA JUVENTUDE
CONTRA O EXTERMÍNIO DA JUVENTUDE NAS PERIFERIAS!

No Brasil as vítimas da violência tem idade, classe social e cor. São jovens, pobres e negro. Por isso, somos contra a proposta do Deputado André Moura, apoiado por João Alves, que propõe reduzir a maioridade penal de 18 para 16 anos! Esta é uma medida conservadora que responsabiliza os jovens pelos problemas gerados pela desigualdade da nossa sociedade. A tendência dessa medida é uma maior criminalização da juventude pobre.


QUEREMOS EDUCAÇÃO DE QUALIDADE PARA O POVO!

Queremos que o governo reparta a riqueza brasileira com os nossos interesses. Para isso propomos os 10% do Produto Interno Bruto (PIB) vá para a educação.

Somos a favor da expansão do campus da UFS para o Sertão. Pois  acreditamos  que irá desenvolver e melhorar a vida dos sertanejos.

Apoiamos irrestritamente as cotas e políticas de permanência nas universidades.


POR UM TRANSPORTE PÚBLICO DE QUALIDADE!

Apoiamos a licitação do transporte público urgentemente! E nos perguntamos: “Por quê sempre prejudicar o salário dos trabalhadores e nunca o lucro dos empresários?”


JUVENTUDE QUE OUSA LUTAR CONSTRÓI O PODER POPULAR!

Erram os que pensam que o problema das drogas é caso de polícia. A juventude hoje não tem lazer, cultura, educação de qualidade e moradia digna. Com isso a juventude trabalhadora, negra, pobre e que desde criança sofre com esse sistema de opressão é jogada para às periferias das cidades onde o BACULEJO reina todos os dias, mas os políticos só de 2 em 2 anos. Qualidade de vida no calçadão da 13 de julho é fácil, mas no Santa Maria…


TODAS AS VITÓRIAS POPULARES ACONTECERAM COM POVO NA RUA, ORGANIZADO E CONSCIENTE. POR ISSO LEVANTE POPULAR DA JUVENTUDE!